Acusada por assassinato de manicure ganha concurso de Miss Presidiária

Crédito (AGEPEN/Divulgação)
Crédito (AGEPEN/Divulgação)

Esta é uma das daquelas notícias que pode causar diversos tipos de sentimentos em quem a ler: revolta, perplexidade, desilusão, risos. Mas aconteceu: a detenta Gabriela Santos Antunes, de 20 anos, foi eleita a mais bela detenta de Campo Grande, no concurso “Miss Primavera” 2016, realizado na manhã desta quinta-feira (15), no Estabelecimento Penal Feminino Irmã Irma Zorzi.

A jovem foi presa preventivamente, acusada de envolvimento no assassinato da manicure Jeniffer Nayara Guilhermete de Morais (22 anos), ocorrido em 15/01/2016. O crime teria ocorrido na Cachoeira do Céuzinho, região do Inferninho, nas proximidades do bairro José Abrão.

Regenerada

Segundo a assessoria de comunicação da Agepen, a Miss Presidiária revelou que o concurso serviu para refletir sobre sua vida e escolhas, tendo declarado o seguinte:

“Fiquei refletindo sobre a minha vida inteira, sobre o lugar onde eu estou. Não precisava disso, foi um momento de muita fúria, no calor da emoção eu fiz o que eu fiz, e em poucas horas eu destruí minha vida, mas estou pagando pelo que eu fiz, pretendo sair pra rua regenerada”.

Ré e presidiária, sim.. mas assassina, ainda não!

O motivo pelo qual não usamos o termo “assassina” ou “homicida”, não é temor de sermos processados; na verdade, como um site jurídico, prezamos pelo princípio de presunção da inocência, conforme previsto no art. 5º da Constituição Federal:

LVII – ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória;

Portanto, até Gabriela ser levada à Juri Popular, e eventualmente for considerada culpada pelas acusações de homicídio, não deve ser tratada como “homicida” ou “assassina”.

Contudo, face o fato de encontrar-se recolhida ao cárcere, em razão de prisão preventiva, não há problema algum em nos referirmos a ela com os termos “acusada”, “ré” ou “presidiária”.

Use o Facebook para comentar e divulgar

Comentário

Redação DireitoFácil.NET

Redação DIREITOFACIL.NET

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: