Padre Zezinho fica “pistola” com seguidor abortista

É possível afirmar, com relativo grau de certeza, que todo católico sabe quem é — e por isso mesmo, presta toda reverência ao — Padre Zezinho: sacerdote do Sagrado Coração de Jesus, ele é compositor de inúmeros hits do cancioneiro popular católico (como “Amar como Jesus Amou”, “Maria de Nazaré”, “Oração pela família”, entre outras), como também, um profícuo escritor e comunicador.

Por isso, José Fernandes de Oliveira tem autoridade para colocar e defender suas ideias e ideais. E quem é o do backstage, do meio musical católico, sabe que Padre Zezinho é a candura em pessoa: calmo, gentil — e principalmente, receptivo.

Descobridor de inúmeros talentos musicais (Silvio Brito, César Augusto, entre outros); inclusive, alguns deles evangélicos. Suas canções são cantadas em outras igrejas cristãs (especialmente na Igreja Luterana) e até mesmo, em Centros Espíritas Kardecistas. Portanto, se tem alguém que sabe dialogar com quem pensa diferente, esse alguém é o Padre Zezinho.

Foi preciso fazer esse breve introito, para que pudéssemos entender o que aconteceu, para que deixasse o Padre Zezinho tão “pistola” com esse seguidor de nome “Murilo”, e acabasse publicando este tuíte:

Para contextualizar, a menos que você viva numa bolha e desconectado de redes sociais, o Padre Zezinho repercutia a notícia da aprovação da liberalização do aborto na Câmara dos Deputados da Argentina. Defensor irrestrito da vida humana, o Padre fez uma série de posts ilustrados com imagens impactantes do aborto.

Ao que tudo indica que foi neste tuíte que a treta iniciou-se:

 

O tal “Murilo” (um pró-abortista declarado) começou a atacar o Padre Zezinho, fazendo uso de uma manjada estratégia dialética — o argumentum ad hominem — para tentar fazê-lo (o Padre Zezinho) parecer apenas mais um padre católico intolerante e machista: “Me decepciona alguém que sempre buscou enxergar a humanidade das pessoas vulneráveis tratando mulheres que fazem aborto como simplesmente “assassinas (sic)

Vejamos a sequência dos comentários de outros usuários, e as réplicas do tal Murilo:

Eis que Padre Zezinho, depois de toda essa celeuma, resolveu publicar um segundo tuíte:

Mas se você acha que o Murilo desistiu de tentar convencer o Padre Zezinho, de que o SEU ARGUMENTO É O ÚNICO QUE ESTÁ CERTO… bem, pensou errado, caro leitor:

A essa altura dos fatos, a timeline do Padre Zezinho já havia se transformado numa batalha campal, onde abortistas e defensores da vida, começaram a se digladiar; penso eu, que alguns abandonara o resto de fineza, partindo para a baixaria… o que fez que Padre Zezinho, mais uma vez, voltasse a se manifestar:

Bem. Ao que consta, depois desse tuíte, não houve mais nenhuma manifestação do Murilo nos comentários; mas, tudo indica, que ele deve ter utilizado o recurso de “mensagens diretas” para o perfil oficial do Padre Zezinho — o que acabou o tirando do sério.

E você: concorda com o Murilo? Ou nessa treta, você é #TeamPeZezinhoSCJ? Deixe seu comentário!

Use o Facebook para comentar e divulgar

Comentário

Redação DireitoFácil.NET

Redação DIREITOFACIL.NET

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: