Humberto Martins prestigia lançamento de obra do CNJ sobre inteligência artificial em...

Humberto Martins prestigia lançamento de obra do CNJ sobre inteligência artificial em que participa como autor de artigo

COMPARTILHAR

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e do Conselho da Justiça Federal (CJF), ministro Humberto Martins, participou, nesta terça-feira (19), do lançamento do livro Inteligência artificial e aplicabilidade prática no direito, em cerimônia presencial realizada na sede do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em Brasília.

A obra tem como coordenadores o secretário-geral do CNJ, Valter Shuenquener de Araújo, e o secretário especial de programas da instituição, Marcus Lívio Gomes. O presidente do STJ é um dos autores do livro, com o artigo intitulado Reflexões sobre a aplicação de inteligência artificial no apoio às decisões judiciais no Superior Tribunal de Justiça.​​​​​​​​​

Para Humberto Martins, magistrados são beneficiados pela implementação da inteligência artificial no Judiciário.​ | Foto: Emerson Leal / STJ. 

Em seu discurso, Humberto Martins destacou a contribuição da obra para o aperfeiçoamento da implementação da inteligência artificial no Poder Judiciário brasileiro.

"Ajuda a suprir a necessidade de que os magistrados tenham o domínio sobre seu funcionamento e sua aplicabilidade nas relações jurídicas, porque, cada vez mais, têm eles sido chamados a decidir complexas causas decorrentes de suas múltiplas aplicações no direito", afirmou o ministro.

Anfitrião do evento, o presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, ressaltou que a inteligência humana seguirá fundamental mesmo com o avanço da revolução digital. "Sempre tem uma mão que balança o berço. A inteligência artificial não vai funcionar sem que o ser humano crie o algoritmo necessário para que os trabalhos se desenvolvam", concluiu.

Source: STJ

Comments

comments

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.