Bolsonaro corre risco de morte

Segundo nota oficial distribuída pela Santa Casa de Juiz de Fora, os ferimentos de Jair Bolsonaro, em decorrência de atentado sofrido, foram mais graves do que originalmente se supunha.

O candidato teria apresentado quadro de hipotensão e hemorragia interna, apurada por exame de ultrassonografia. Segundo a GloboNews, fígado e intestino teriam sido atingidos pela facada desferida por Adélio Bispo de Oliveira.

Risco de Morte

Médicos ouvidos por DireitoFacil.Net, sob condição de anonimato, avaliam que o candidato corre risco de morte, caso não seja possível restaurar o “equilíbrio hemodinâmico” do paciente — isto é, seja cessada a hemorragia interna, regularizada a pressão arterial e higienizada a cavidade abdominal.

Ainda, mesmo que seja bem sucedida a cirurgia, as próximas 48 horas seriam decisivas para Bolsonaro, caso eventual infecção que venha a se instaurar em razão da hemorragia, não seja controlada.

“Se os antibióticos não surgirem efeito, um quadro de sepse é iminente, podendo gerar uma falência múltipla dos demais órgãos”, explica um dos profissionais ouvidos por DFN.

Autor da tentativa de homicídio

Adélio Bispo foi detido por populares e simpatizantes do candidato e posteriormente preso pela Polícia Militar de MG.

Segundo seu perfil no Facebook, Bispo é ativista de esquerda, com fotos diversas em eventos Anti-Temer e com postagens pró-LGBT.

Segundo “O Antagonista”, Bispo foi filiado ao PSOL.

Use o Facebook para comentar e divulgar

Comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: